Image-empty-state.png

Mário Macheta

.” Comecei a praticar ciclismo de forma lúdica, com amigos, um ano antes. Posteriormente comecei a praticar corrida com um outro amigo e um dia surgiu-nos a ideia de participar numa prova de triatlo. Para me preparar decidi procurar um clube, de forma a ter alguma metodologia de treino na preparação para uma prova de triatlo (até porque nunca fiz natação). Foi assim que conheci o Pedro Freire, com quem faço questão de continuar a partilhar este meu percurso nesta modalidade.”
O Mário tem ainda pouco tempo na modalidade mas houve uma experiência que o marcou: “foi um estágio de 3 dias que fizemos, no verão de 2019, na Serra da Estrela. Sem dúvida que não há nada melhor que treinar com companheiros, com quem nos divertimos, partilhamos experiências e aprendemos. Praticar desporto em grupo é sempre uma ótima forma de nos superarmos, pois para além de não querermos ficar para trás em relação aos outros, procuramos motivar-nos mutuamente e nunca deixar ninguém ficar para trás. É este o espírito de companheirismo que sinto nesta equipa.”
O seu maior desafio é prepara-se para uma prova na distância Ironman. “O que me motiva para estes objetivos é a vontade de me querer superar constantemente. É como costumo pensar para mim próprio, eu sou o meu maior adversário.”